Ser Bailarino Profissional Home // Ser Bailarino Profissional

Ser Bailarino Profissional

Ser Bailarino Profissional

.

   Dançar é difícil.

Nenhum bailarino é bem sucedido apenas baseando-se no talento nato. Dançarinos são artistas e atletas. O mundo da dança depara-se hoje em dia com um desporto extremo. Talento e habilidade natural só te levam até a um certo ponto, os bailarinos precisam de trabalhar no duro. Os dançarinos dão anos das suas vidas, mais o suor, lágrimas e, às vezes, sangue para poder ter a honra de se apresentarem em palco.

.

   Nem sempre vais conseguir o que queres.

Nós, nem sempre conseguimos o papel que queríamos, dançamos na ponta quando queremos, recebemos os trabalhos que queremos, ouvimos os elogios que queremos, ganhamos o dinheiro que queremos, etc, etc. Isso ensina-nos a ser humildes e a respeitar o processo, pela arte e os ídolos que escolhemos para nos ensinar. Quanto mais rápido aceitares, mais rápido vais poder dedicar-te a ser brilhante. Nunca vais ter 100% de certeza que vai dar certo, mas podes ter 100% de certeza que se não fizeres nada, não vai dar certo.

.

   Existe muita coisa que não sabes.

Um bailarino tem sempre muita coisa para aprender. Mesmo os professores, coreógrafos ou colegas podem-nos ensinar algo. A partir do momento em que achamos que sabemos tudo, deixamos de ser um bem valioso.

.

   Pode não haver amanhã.

Um bailarino nunca sabe quando é que sua carreira pode desaparecer sem mais nem menos: o fim de uma companhia/escola, uma lesão, acidentes, morte… Dança todos os dias como se fosse a tua última chance. Coloca a paixão mesmo nos exercícios que são em treino!

.

   Há muito que não se pode controlar.

Não se controla quem te contrata, quem te demite, quem gosta do seu trabalho e quem não gosta, as políticas de estar numa companhia/escola… Não gastes tempo e energia a preocupares-te com coisas que não podes mudar. Foca-te em honrar a arte, e em ser o melhor dançarino que conseguires. Mantêm a mente aberta e uma atitude positiva!

.

 

 

    Informação não quer dizer conhecimento.

Conhecimento vem de experiência. Podes discutir uma tarefa cem vezes e ir a mil aulas, mas a não ser que realmente vás lá e te apresentes, só terás o entendimento filosófico da dança. Encontra oportunidades de subir ao palco e de te mostrares.

.

    Se queres ser bem-sucedido, prova que é valioso.

A maneira mais fácil de sair de um trabalho é provar para ao “patrão ou patroa” que não precisam de si. Em vez disso, seja indispensável. Chegue cedo, memorize o trabalho, esteja preparado, guarde as suas opiniões para si – a não ser que a tenham pedido. Acima de tudo, trabalhe duro e em equipa.

.

    Haverá sempre alguém melhor que tu.

Seja trabalho, dinheiro, papel ou troféus, não importa. Em vez de te deixares envolver pelo drama acerca do que os outros estão a fazer ao teu redor, foca-te nas coisas és bom, as coisas que precisas melhorar, e as coisas que fazem de ti um dançarino feliz.

.
    Às vezes vais falhar.

Às vezes, apesar de todo o esforço, de seguir os melhores conselhos, estar no lugar certo e na hora certa, ainda vais falhar. Falhar é uma parte da vida. Falhar pode ser imprescindível para os nossos maiores crescimentos e experiências de vida. Se nunca falharmos, nunca vamos valorizar o nosso sucesso. Está totalmente aberto(a) para a possibilidade de falhar. E quando acontecer, (porque vai acontecer) abraça essa lição.

.

    Nunca te vais sentir 100% pronto. 

Ninguém, nunca se sente 100% seguro quando aparece uma oportunidade. Os bailarinos devem estar abertos a novos desafios e arriscar. As maiores oportunidades das nossas vidas forçam-nos a crescer para além da nossa zona de conforto, o que significa que não te sentirás totalmente confortável ou pronto para elas até ao momento.

.


Leave a comment

Your email address will not be published.


Post Comment